Escola Angel Vianna promove Fórum de Economia Solidária

Nesta quinta-feira (9/12), a Escola Angel Vianna, do Rio de Janeiro, promove o Fórum de Dança e Economia Solidária, com a participação do socioeconomista e educador Marcos Arruda. A discussão faz parte da programação da  Semana Angel Vianna, que terá também o Fórum de Dança e Assimilação das Diferenças/Dança Contemporânea, na sexta-feira (10/12), e mostra de trabalhos dos alunos.

As alternativas ao modo de produção artística capitalista oferecidas pelo sistema de economia solidária foi um tema muito discutido durante o último Seminário de Economia da Dança realizado no Festival Panorama 2010. Vamos dar continuidade às conversas!

O fórum será realizado das 14h às 18h, na sede da Escola Angel Vianna (Rua Jornalista Orlando Dantas 2, Botafogo. Telefone: 21 2551-0099), com entrada gratuita. Para quem não está no Rio e tem interesse de acompanhar, haverá transmissão ao vivo pelo site da escola. Mais informações pelo email angel@escolaangelvianna.com.br.

Pesquisa revela os principais obstáculos ao acesso à cultura

Pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrou que os altos preços, a barreira social e a distância são os principais fatores que afastam os brasileiros da cultura. A pesquisa faz parte do Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), criado pelo Instituto para mostrar como a população enxerga os serviços de utilidade pública.

De acordo com o resultado, 71% dos entrevistados disseram que os altos preços das entradas são obstáculo para usufruir dos bens culturais. Para 62,6% a distância entre os equipamentos culturais e o local onde moram é um problema. Uma questão curiosa apontada por 56% dos entrevistados é uma barreira social imposta pelo perfil do público que frequenta certos espaços culturais.

Para quem pensa que a falta de tempo é um dos grandes empecilhos para se consumir cultura, um recado: segundo a pesquisa, apenas 35,4% das pessoas que responderam se queixaram de falta de tempo, contra 44,9%, que disseram que o tempo é suficiente para tudo o que desejam fazer. E mais: dos que reclamaram da falta de tempo, apenas 9,9% disseram que aproveitariam as horas extras para realizar alguma atividade próxima da prática cultural.

Ainda de acordo com a pesquisa do Ipea, a maioria dos brasileiros tem como principal atividade cultural assistir à televisão (78%). Só 25,6%  afirmaram ir raramente ao teatro, circo e shows e 4,2% visitam museus e centros culturais pelo menos uma vez por mês.

As entrevistas foram feitas presencialmente, com visitas aos domicílios, e foram ouvidas 2.770 pessoas em todo o Brasil.

Clique aqui para ler a pesquisa completa.

Transmissão ao vivo foi um sucesso!

Foi um sucesso a transmissão ao vivo da 3ª edição do Seminário Economia da Dança, realizado na terça e quarta-feira (16 e 17/11), no auditório do BNDES, Centro do Rio de Janeiro, dentro da programação do Festival Panorama 2010. Ao longo dos dois dias de discussão, cerca de 50 pessoas acompanharam as falas.

As mesas e conversas realizadas à tarde foram trasmitidas ao vivo no blog do seminário, onde estão todos os registros das duas últimas edições. A transmissão foi uma parceria entre o Panorama, o idanca.net e a rede dance-tech.net.

A programação foi dividida em dois eixos temáticos: A dança do “Brasil 5ª potência” e Vamos sair da dança do “faz de contas”?. Na terça-feira, das 14h às 18h, foram realizados apresentações, alertas e debates. No segundo e último dia, a manhã foi reservada aos grupos de trabalho, com a parte da tarde destinada às apresentações de resultados das discussões iniciadas pela manhã.

Em breve, publicaremos aqui a íntegra da transmissão e a ata do encontro. Conforme avisado no seminário, quem desejar contribuir postando conteúdos neste blog, pode entrar em contato pelos emails isabella.motta@panoramafestival.com ou redacao@idanca.net para que possamos criar uma senha de acesso.

Seminário: transmissão ao vivo aqui

Nesta terça e quarta-feira (16 e 17/11), o Panorama 2010 realiza a 3ª edição do Seminário Economia da Dança, no auditório do BNDES, Centro do Rio de Janeiro. A programação será composta por apresentações, alertas, debates e grupos de trabalhos divididos em dois eixos temáticos: A dança do “Brasil 5ª potência” e Vamos sair da dança do “faz de contas”?.

Quem não puder comparecer, poderá acompanhar as apresentações e falas aqui no blog, através de transmissão ao vivo. Os internautas poderão participar enviando perguntas e comentários.

Na terça-feira, das 14h às 18h, o primeiro dia de encontros será de apresentações e alertas. A manhã de quarta-feira está reservada aos grupos de trabalho, e a parte da tarde às apresentações dos resultados das discussões iniciadas pela manhã. As inscrições ainda estão abertas pelo email seminario@panoramafestival.com.

Panorama 2010 volta a discutir economia da dança

O Seminário de Economia da Dança do Festival Panorama, chega em 2010 a sua 3a edição. Ele será realizado no auditório do BNDES, no dia 16 de novembro, das 14h às 18h, com apresentações, alertas e debates, e dia 17 de novembro, das 10h30 às 13h, com a realização de grupos de trabalho. Neste mesmo dia à tarde haverá um período de conclusões, alertas e debates.

As duas últimas edições ajudaram a criar um panorama da situação atual, que está bem registrado aqui no blog. Além disso, a iniciativa ajudou a fomentar outros seminários e eventos similares em diversas cidades do Brasil e da América do Sul.

Este ano, o seminário será dividido em dois eixos. Em A Dança do “Brasil 5a potência”, será proposto um exame da condição de um Brasil emergente em épocas de crise financeira internacional, a diminuição do apoio estrangeiro para as ONGs nacionais e a cultura, e  relação dos artistas brasileiros com os países do hemisfério Sul.

Vamos sair da Dança do Faz de Contas? pretende discutir os recentes aumentos de fundos destinados a cultura no país e os avanços na área da dança, que deram mais capilaridade nacional ao apoio a dança. Apesar disso, o diagnóstico de nossa atuação profissional indica ainda uma enorme precariedade.

O seminário será dividido em grupos de trabalho e plenárias. Cada discussão será ativada por um grupo de profissionais, que se reunirá na manhã do dia 16 nov e organizará debate e apresentações de conteúdos na primeira tarde. No segundo dia, os participantes inscritos, poderão participar dos grupos de trabalhos pela manhã para desenvolver mais as discussões e a tarde apresentarão resultados destas discussões na forma de explanação, debates e alertas ao público em geral.

Confira também o projeto com.posições.políticas, que terá sua primeira ação durante o Panorama 2010 com o Seminário Cruzamentos Contemporâneos entre Arte e Política.